A prefeitura de Angra anunciou ontem, 15, que a partir do dia 1º de maio, volta a funcionar o programa Passageiro Cidadão, com descontos nas passagens de ônibus das linhas municipais, só que em outro formato. O programa fora suspenso pelo próprio prefeito angrense, Fernando Jordão (MDB), em janeiro de 2017, após consumir, entre os anos 2011 a 2016, mais de R$ 120 milhões em passagens subsidiadas, ou seja, dinheiro retirado dos cofres da prefeitura para diminuir o preço das tarifas para os usuários. Agora, o desconto será menor. Pelos cálculos do Tribuna Livre, o governo deve gastar cerca de R$ 20 milhões com o benefício até o final de 2020.

Na nova modalidade, o programa permitirá que os passageiros com o cartão voltem a pagar a tarifa do transporte público praticada antes do reajuste concedido pelo próprio Fernando Jordão no final de 2018. O aumento de R$ 0,40 nas linhas principais causou revolta e motivou a volta do benefício, aprovado por unanimidade pelos vereadores da cidade. Agora os usuários terão que se cadastrar ou fazerem a reativação do cartão que já existia, caso ainda o tenham.

A prefeitura informou que a partir desta segunda-feira, 18, já será possível reativar os cartões. Há 64 mil pessoas já cadastradas como beneficiárias e elas terão de se dirigir à sede da concessionária de ônibus, na Japuíba, para reativar o cartão e/ ou solicitar outro gratuitamente, caso o tenham perdido.

A sede da Viação Senhor do Bonfim fica na rua Prefeito João Gregório Galindo, 110, na Japuíba. Serão realizados 800 atendimentos por dia, após distribuição de senhas, de segunda a sexta, das 9h às 17h.

Como se cadastrar?

Quem não tem cadastro poderá fazê-lo na Superintendência de Mobilidade Urbana (antiga gerência de Trânsito), no prédio do antigo fórum, no Centro da cidade, após agendamento pelo site angra.rj.gov.br. No cadastramento, o cidadão deve apresentar o CPF, RG e um comprovante de residência.

Como vai funcionar o novo Passageiro Cidadão

Com o novo Passageiro Cidadão, os usuários do transporte coletivo de Angra voltarão a pagar os valores cobrados antes do reajuste do final do ano passado. Quem é beneficiário do Programa Bolsa Família terá um desconto de R$ 1,00 no valor da passagem. O benefício dará direito a duas passagens por dia, de segunda a sábado (exceto feriados).

A Tarifa A (R$ 3,60) voltará a custar R$ 3,25 para os cadastrados no Passageiro Cidadão e  R$ 2,60 para quem recebe Bolsa Família. Já a Tarifa B terá R$ 0,40 de desconto, passando de R$ 4,30 para R$ 3,90. Beneficiários do Bolsa Família pagarão R$ 3,30. Já na Tarifa C, os passageiros voltarão a pagar R$ 5,10, com um desconto de R$ 0,50 e os assistidos do Bolsa Família pagarão R$ 4,60.

Fotos: Divulgação / PMAR

Para assinar o Tribuna Livre, clique aqui.

Leia também:

POLÊMICAS FORAM A MARCA DO PROGRAMA PASSAGEIRO CIDADÃO

Deixe seu comentário

Escreva seu comentário!
Nome